Só acredito quando a ouvir afirmá-lo!

António de Almeida - 03.06.2008

Clinton vai reconhecer esta noite vitória de Obama nas primárias democratas

Em primeiro lugar Barack Obama não conseguirá assegurar hoje a nomeação nem que consiga obter a totalidade dos delegados de Montana e Dakota do Sul, salvo se alguns superdelegados lhe entregarem o "endorsment", o que é duvidoso que tal aconteça hoje. A acontecer um discurso de derrota de Hillary Clinton só poderá ter ocorrido uma de duas situações, ou um considerável número de superdelegados a intimaram a fazê-lo de forma digna, permitindo-lhe sair da corrida pelo seu próprio pé, sob pena de manifestarem o seu apoio a Obama, inviabilizando qualquer tentativa de manutenção numa corrida perdida há já algum tempo, ou está em preparação um golpe de teatro nas expectativas de mudança geradas pela candidatura do sen do Illinois, ao preparar terreno para apresentar na convenção de Denver a sen Clinton como candidata a V.P. o que seria um retrocesso enorme e um monumental erro de casting. Seria o mesmo que colocar Bill como jardineiro da Casa Branca, mas plantando minas no lugar de flores.

6 comentarios:

Compadre Alentejano disse...

Há quem seja de opinião que ela vai mas é oferecer-se ao Obama para sua vice...

Tiago R Cardoso disse...

Já há muito tempo que ela deveria ter assumido a derrota.

talvez já seja demasiado tarde para o partido.

Daniela Major disse...

Eu concordo com o compadre alentejano. Hilary está a fazer-se á vice-presidencia q até lhe pode abrir caminho para uma eventual candidatura em 2016. O que eu sei é que ela n vai desistir tão facilmente. Afinal anda a preparar isto desde que o marido esteve na casa Branca.

O Guardião disse...

Não sei se não irá mesmo ocupar a VP, o que seria muito estranho e talvez desse força aos adversários, os republicanos.
Cumps

quinttarantino disse...

Afinal, nos tempos em que Clinton era Presidente havia quem acusasse Hillary de se intrometer na governação, de ter opinião ... enfim, de ser demasiado liberal e feminista.

Concorreu ao Senado e os mesmos arautos da desgraça prosseguiram que era uma fingida e hipócrita que apenas geria a sua carreira, tendo sido mesmo apontada como a alavanca que suportou Bill Clinton aquando da saga dum certo Procurador chamado Kenneth Starr que aproveitava tudo!

Agora, pasme-se, é o contrário ... a senhora, coitada, não tem vontade própria e o Bill Clinton é que manda!

Pelo contrário, ao senador Barak Obama tudo se perdoa até as distrações que o homem coitado tinha lá com o reverendo não sei das quantas e que só agora, mesmo à boca das urnas, e ao fim de 20 anos (VINTE ANOS, senhores) descobriu!

Se fosse com Hillary era cinismo, oportunismo e trapaça; com Obama é clarividência!

Espantoso, não é?

Erotic Spirit disse...

I liked that she sticked out all the way to the end - until the Florida delegates situation was made clear and until she secured the democrats that came to her support - she lost not them. It is sad that the leaders of the party backed Obama mostly because it is fashionable - a deadly blow for Clinton. That she is aiming for VP - don't think so, she is possibly aiming for 2012. And care for the party... why? where is the party care for her that since day 1 carefully split itsef between both candidates. This transcends the party... it is the presidency - it is about her, her supporters, and the country. The party ... the party just help elect another republican president.