Esquisito ou talvez não

Tiago R Cardoso - 04.06.2008

Acredito que todos os prevaricadores têm de ser castigados, seja de que clube forem, quem é culpado tem de ser castigado, diga-se que algumas das punições por cá são bastante brandas.

No entanto este castigo da UEFA ao Futebol Clube do Porto (Jornal Publico) é esquisito, ou se calhar até nem é.

Esquisito por ser feito em cima do joelho e a correr, parece que gostam de dar exemplos com países menos fortes na “politica” do futebol, se calhar um ajuste de contas de quando tiveram de engolir o Porto vencedor da taça UEFA e da Liga dos campeões, contrariando a posição de muito “chefes” da UEFA.

Esquisito por se castigar o Porto e outros que fizeram pior, como é o caso do Milão, ali estarem todos contentes como se nada fosse.

Lembro que o Milão foi primeiro penalizado, não podia participar, recorreu e entrou na terceira pré-eliminatória da Liga dos campeões, tendo sido campeão europeu.

Se calhar até nem é esquisito, o FC Porto ao não recorrer acabou por reconhecer a culpa, esse erro terá de ser bem explicado aos portistas e já agora a todos aqueles que querem ver o futebol português no topo.

Como também Pinto da Costa terá de explicar aquele ar de gozo e sarcasmo, quando afirmou que era com muita pena, que via reduzir em seis pontos, os 20 que tinha de vantagem sobre o segundo.

Depois disto tudo, é pouco de admirar, que muitos cá em Portugal, neste momento, estejam a sorrir e a dizer “bem feito!”

Eu pelo menos não estou, sinto que uma enorme instituição como é o FC Porto,que atingiu muitas vitorias e deu muitas alegrias, está a ser prejudicada pelos mesmos que a puseram lá em cima, os mesmo que não compreendem, nem conseguem ver, que o tempo deles já passou e que nada mais trazem de bom ao clube.

Espero que desta vez decidam recorrer.

4 comentarios:

quinttarantino disse...

Não vale a pena recorrer.
A mal está feito.

Sabes bem para que lado me inclino em termos de cores, mas há muito lodo mal explicado neste mar de lama!
Da parte do meu clube, dos seus administradores, da Liga de Clubes, da Federação e, como jurista o diga, de quem andou a averiguar e investigar.

De qualquer modo, e como se costuma dizer, "consomatum est" ...

E assim se prova que pensar com o que não se deve, dá sempre mau resultado.

Compadre Alentejano disse...

O FCP há muito que devia ter mudado de presidente. Tudo perde a validade, e quando assim é, as pessoas estão desajustadas nos seus lugares, cheias de vícios e manhas...e, depois, dá nisto...
Oxalá os adeptos do FCP aprendam a lição.
Um abraço
Compadre Alentejano

lusitano disse...

Informo desde já que sou adepto do FCP.

Se prevaricou, o que ainda não está provado pela justiça deste país, deve pagar e ser condenado.

O problema é que a ânsia de protagonismo de um senhor o levou a condenar na justiça desportiva, baseando-se em provas que ainda não foram dadas como irrefutáveis pela justiça civil.
O próprio Professor da cadeira em que o dito senhor é Assistente assim o diz.
E agora está aí um imbróglio de consequências inalcançáveis.
Mas salta à vista a diferença de tratamento entre o FCP e o Milan, por exemplo.
Parece-me dado assente e aliás repetido por especialistas, que no recurso o FCP vai ganhar desta decisão.
O que me leva a pensar que esta é uma decisão em cima do joelho e apenas para "encanar a perna à rã".
Já o disse e repito: se a justiça civil não condenar o FCP e o seu presidente, não haverá dinheiro que chegue na Liga para pagar as indminizações que irão pedir.
Mas o que é pior é que se realmente houve falcatrua, (e meus amigos não é só no FCP), com tudo isto ainda se vão safar os prevaricadores!
E é pena que, quer se queira, quer não, a melhor equipa portuguesa no momento seja afastada da Liga dos Campeões e ainda se veja o ranking nacional descer ainda mais.
Tenho dito!

missixty disse...

O pior disto tudo é ser o Benfica a ir na nossa vez! Frustrante! ehehe! Como diz o quintarantino tem de se aguentar que já não se pode fazer nada!
beijinhos miss (portista)