Desculpa lá, ó Alegre ... mas podias-te calar?

Quinttarantino - 04.06.2008

Ao gajo ninguém o cala e é pena!
O cavalheiro bota figura e faladura em qualquer boteco, tasco ou sítio onde lhe cheire a galarim.
O artista enche a boca com o povo, os pobres e os desempregados, mas anda sempre com um ar de fastio quando próximo do dito cujo povo que cheira mal dos sovacos!
O homem é crítico e acha que está tudo mal, mas, pobre dele, os seus neurónios não se podem maçar com minudências tão simples como apresentar uma solução nova.
O rico serve de sela a uns quantos moralistas e pensa, isso sim, em marcar posição.
O senhor é impoluto, a ele ninguém lhe dá lições de democracia ou do que seja ...
O cavalheiro é o Manuel Alegre.
E todos lhe acham o máximo, mas poucos se perguntam porque é que só agora acordou?

6 comentarios:

Tiago R Cardoso disse...

Temos a mesma opinião sobre o estadista e poeta.

Só agora acordou ?
Se calha só agora é que se revelou, andará numa de arranjar apoios para outros voos.

Zé Povinho disse...

Falar no respaldo do poder é muito mais fácil do que fazer algo, como bater com a porta ou colocar os pontos nos "iis".
Abraço do Zé

Vitor Oliveira disse...

é normal so agorater falado... na politíca é necessário ter o apoio certo. Manuel Alegre tem anos de politica, tem as mãos limpas.... como tal é natural que só dê passos seguros

João Castanhinha disse...

http://lanca.patricia.googlepages.compersonagensportolanibooksvolumedoismis%C3%A9r,

São curiosos estes libertadores dos oprimidos.

Abraço,

João Castanhinha disse...

Aqui o link
http://lanca.patricia.googlepages.com/
personagensporto
lanibooksvolumedoismis%C3%A9r

Agora sim

António de Almeida disse...

Não lhe ensinaram o valor da lealdade? Se discorda do PS sai do partido, enfrentando-o, ou desafia Socrates para eleições internas, e sendo derrotado não aceita qualquer cargo, deputado ou outro, assumindo-se como oposição interna. Convém relembrar que Alegre apenas é deputado por ter sido incluido nas quotas de Socrates, o PS Coimbra não aceitou a sua inclusão naquele círculo em lugar elegível.