Domingos!

Dalaila - 09.05.08

Domingo, primeiro dia da semana,
ou será o último!
não interessa, não me incomoda,
é um dia da semana,
onde as famílias se reúnem, para grandes almoçaradas,
os miúdos correm à volta das mesas,
contam-se histórias, sai-se à rua,
rua, rua, rua...
é como quem diz, sai-se de casa,
para se entrar numa casa maior,
aglomeram-se pessoas pelos Shoppings, que gastam o piso
que caminham todas como se de uma manifestação se tratasse,
eu acho que as manifestações teriam e, fariam mais sentido
nas galerias do shopping, aos domingos
nem era preciso chama-los, eles estão sempre lá,
mas como em tudo, são sempre os mesmos!!!
Mas quem disse que nas manifestações não são?

As estradas enchem-se de veículos, de todos os tipos e tamanhos,
com a coincidência, de estarem todos polidos sem um risco nem poeira...
Se não houver mais nada para fazer, se as estradas estiverem livres,
é uma verdadeira angústia, como se passa o tempo??
Então, vai-se a um cinema, de preferência num shopping,
mas disso ninguém tem culpa, só os há la!!!!
Bem, eu diria que se vai ver um filme, e não cinema.

Fazem-se mais uma vez, filas enormes para comprar pipocas,
como se pode ver um filme sem pipocas!!!!,
Teríamos que estar atentos, e, isso é uma seca,
chateia-se a pessoa do lado, com o gra gra gra das pipocas,
o da frente com a que saltou, e sai-se do filme, e continua-se o dia.
Não se conversa sobre o que se viu, pois, porque se calhar não viram!

Os domingos são passados em filas, ou em aglomerações, à saída e à chegada,
todos voltam entre as 6 e sete da tarde para casa, e pronto liga-se a televisão,
na sportv de preferência, e assim se passou mais um dia de convívio....
Isto tudo, se não houver 50 jogos de futebol seguidos na Sporttv,
porque aí, então reúnem-se os homens na sala virados para o grande plasma,
discute-se, berra-se com os árbitros,
e as mulheres falam, abusam, invejam-se sobre se as suas criancinhas
já deram mais um passo ou não, se já disseram pápa ou máma.
Quem quer saber, queremos que estejam bem,
e que evoluam como todas as crianças,
mas fazemos deles sempre melhores que os dos outros!!!!!!!!

Bem hajam os domingos, de ternura, de amizade,
de família não obrigatoriamente,
de um passeio, de uma boa conversa,
de uma ida a Serralves, de uma ida ao cineclube,
ou a outro cinema sem pipocas,
bem hajam os passeios pelas calçadas,
os pequenos almoços tardios,
um livro, um jornal, uma música,
dias de chuva, de orvalho ou de sol.

As cidades despem-se de gente ao domingo à noite,
a companhia são os trabalhadores da cidade, alguns perdidos,
os morcegos, as estrelas, a lua, e as pessoas que pensam como eu...

Dias de partilha, onde o riso, o brilho não falte, mesmo o choro se for preciso...
Esses sim, durariam muito mais que o dia,
porque fica na pele, na memória, arrepiam,
e ficamos preenchidos para a semana de trabalho.

Haja domingos diferentes, para todos...

3 comentarios:

quintarantino disse...

Eu bem sabia que ainda um dia nos havias de surpreender com uma escrita assim!

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades e eu interrogo-me em que altura da vida muitos começaram a achar que enfiarem-se num centro comercial ao domingo era o melhor que podiam fazer e para passarem o tempo ...

a casa da mariquinhas disse...

Muito boa, esta descrição dos actuais Domingos.
É caso para dizer - já não se fazem Domingos como antigamente...
Quando é que as coisas começaram a mudar??? Talvez com a "invenção" dos Centros Comerciais, ou com a globalização...
A verdade é que o progresso, por vezes, paga-se caro.
E isto que aqui é tão bem descrito como forma de passar o Domingo, é apenas uma amostra do muito que se perdeu.
Parabéns à autora pela sua excelente análise.
Bom Domingo !!!
Bjs
Mariazita

Tiago R Cardoso disse...

Gostei do texto.

prefiro ficar sossegado ou um belo passeio a pé.

Muito bem mesmo.