Coincidências, simples coincidências

Tiago R Cardoso - 10.05.2008

O que dizer mais, senão arrogância.

Arrogância perante a justiça e gozo, afinal a altivez é tanta que até se pode goza com as condenações.

Acredito que estes não serão os únicos, acredito que muitos fizeram igual ou pior mas avançar com um “Não vamos recorrer e nem precisarei de dizer porquê”, declarou o presidente da SAD, Pinto da Costa, apesar de dizer que é “com grande mágoa” que o clube vê diminuir para “14 e 16 pontos” a vantagem sobre o segundo e terceiro classificado.

Se por cá estivéssemos ao nível do futebol europeu, se seguíssemos o caminho de quem sabe, como foi em Itália, muitos iriam para à segunda divisão e outros, no inicio da época, começariam com pontos negativos.

Mas estamos em Portugal, por isso certas coincidências de saídas de castigos, acontecem quando já não contam para nada.

É o que temos...

10 comentarios:

quintarantino disse...

Lá está, somos bons a pregar mas depois nunca estaos satisfeitos com nada.

Se por cá fossemos como os outros, se por cá seguissemos o caminho de quem sabemos ... Tiago, em Itália provou-se inequivocamente na justiça desportiva que houve corrupção activa por parte da Juventus, por exemplo; em Portugal o clube que querias ver na Liha de Honra mas não dizes foi acusado de "tentativa" de corrupção!

Eu sei que tu sabes distinguir as coisas e olha que a diferença é enorme.

O Porto clube nunca escondeu, a partir do momento que conheceu a moldura penal que se lhe poderia aplicar, que, a ser condenado, não recorria.

Pinto da Costa sempre disse o contrário.

Mas que o mal é generalizado, lá isso é. No futebol e em qualquer lado, especialmente sempre que as coisas não são como as queríamos!

lusitano disse...

Se prevaricaram devem pagar!

Mas pergunto eu, quem são os doutos juizes desse tal conselho de discilplina que sabem muito mais e com mais certezas do que os juizes dos tribunais comuns?
Então o homem ainda não foi condenado em nada na justiça "a sério" e vêm uns senhores que se podem perfeitamente questionar sobre a sua competência como juizes decidir sobre que os "verdadeiros" juizes ainda não decidiram?
Quero ver se nos tribunais comuns o Pinto da Costa for absolvido como é que esta comissão descalça a bota.
É que não tenhamos dúvidas, existam os regulamentos que existam no futebol o Pinto da Costa move-lhes de certeza um processo que não chega a liga inteira para pagar.
Dito isto devo dizer que até acredito que haja corrupção, mas que as decisões andam a reboque de outras vontades também não tenho dúvidas.
Tenho pena que as coisas não se resolvam já nos tribunais comuns porque se assim fosse pessoas como o Pinto da Costa e outros abririam mesmo a boca e então depois veriamos muitos "virtuosos" com as "calças a arder".
Aí sim talvez houvesse a verdadeira limpeza no futebol.
Gaita que já escrevi de mais sobre assunto tão pouco importante para a vida do dia a dia....

lusitano disse...

Ah, sou adepto do Porto claro, mas o futebol não me tira o sono e julgo que consigo ser mais ou menos imparcial...
E convenhamos ò Tiago, o homem tem razão: 6 pontos numa época em que o Porto passeou a sua superioridade!!!
Se o Vieira se preocupasse mais com o Benfica e menos com os apitos, podia ser que o maior clube português voltasse às glórias de antigamente e eu aplaudiria sempre, desde que o Porto ganhasse...eheheh

tulipa disse...

AMIGO TIAGO
concordo plenamente contigo:
É o que temos!!!

Hoje...
Sábado, em casa sozinha...
Não me apetece limpar a casa...
quando se está deprimido não apetece fazer nada...nada...nada
...só dormir...mas, eu faço os possíveis pelo menos de não abandonar a minha escrita nos blogs, ao menos isso...

Sinto uma preguiça enorme...
Aqui estou sentada em frente ao computador, apetece-me estar aqui a visitar os meus amigos/as virtuais.

Espero a tua visita.
Podes visitar o meu novo blog de fotos exclusivas, só minhas...

Por aqui continua o teu talento para as palavras, sempre.
Parabéns.

No outro blog tenho algo sobre cinema, se preferes, bora lá.

Bom fim de semana.

Deixo um beijinho c/carinho.

Daniela Major disse...

quintarantino:

Apesr de eu ser do Benfica, nao me interessa nada que o Porto ganhe ou perca 6 pontos. A mim o que me interessa é que neste caso a Justiça foi, como sempre neste país, branda e ineficaz.

O problema e foi isso que o Tiago Cardoso quis dizer, é que Pinto da Costa não tem vergonha nenhuma na cara, porque se tivesse fazia como se faz em países civilizados: Demitia-se.
E ainda tem a lata de ir para a televisao fazer aquelas declarações que foi fazer."Nao vamos recorrer nem preciso de dizer porquê" ou " a minha honra e a honra do clube estão em risco".

Ainda foi para a televisao com a atitude de gozar: "Perdemos seis pontos mas ainda continuamos à frente. E muito à frente"
É que nem se mostra minimamente arrependido pelo o que fez. Pelo contrário. Ainda aparece orgulhoso por ter cometido um crime ou "Tentativa de crime", e se ter conseguido safar da maneira como se safou. E é isso que mais me choca. Ele e Valentim Loureiro.


Se foi corrupção como no caso da Juventus ou tentativa de corrupção é diferente sim senhora. Mas não é por isso que deixa de ser menos grave. E é preciso relembrar que isto foi baseado nos casos que se sabem, fora os outros.

Compadre Alentejano disse...

Estou de acordo, em Portugal devia de haver a justiça desportiva italiana, e a verdade desportiva talvez fosse outra...
Estou convencido que isto é apenas a ponta do iceberg, pois muita corrupção ficou encoberta.
Um abraço
Compadre Alentejano

quintarantino disse...

Daniela, eu quando era jovem também era cheio de certezas como as suas!

antonio disse...

Olha Tiago, a outra teve que vir viver para Lisboa sobre a protecção da àguia... percebes?

Daniela Major disse...

Sabe como é...se nao somos idealistas com a minha idade, entao quando vamos ser?

quintarantino disse...

DANIELA, se possível, para toda a vida!

No mais, se leu bem o que eu escrevi (e considerando ainda a profunda amizade que me une ao Tiago e que leva a que tenhamos ocasionalmente esta troca de mimos) sou dos que entendem que no meu clube há gente que já devia ter ido ... porta fora!