Até que a voz lhe doa!

Carol 06.05.08

Bob Geldof já não canta, mas não é por isso que a sua voz deixa de se fazer ouvir. De facto, o músico e organizador do Live Aid e Live 8 fez hoje, em Lisboa, várias afirmações polémicas numa conferência subordinada ao tema Desenvolvimento Sustentável, promovida pelo Expresso em parceria com o Banco Espírito Santo (BES).

Geldof afirmou que Angola é um país “gerido por criminosos” referindo-se ao facto de haver enormes desigualdades sociais neste país e exemplificou dizendo que “As casas mais dispendiosas do mundo estão a ser construídas na baía de Luanda, são mais caras que em Chelsea e Park Lane”, dois dos bairros mais luxuosos de Londres.

Como seria de esperar, as reacções não se fizeram esperar. O embaixador angolano abandonou imediatamente a sala do Hotel Pestana Palace e o BES já se demarcou destas afirmações. Efectivamente, num comunicado assinado pelo seu director do gabinete de comunicação o organizador declara “formal e inequivocamente” que “não se identifica com as afirmações injuriosas” do músico.

Voltando à minha paixão por provérbios e expressões populares, podemos dizer que o BES já “sacudiu a água do capote”. Quanto a Geldof, só posso dizer que não disse nada que já não se soubesse...

6 comentarios:

quintarantino disse...

Xi, caramba!

Ficaram bravos os angolanos (quer dizer, a nomenclatura) só porque Bob Geldof (o ex-vocalista dos “The Boomtown Rats” que se celebrizaram com a música “I don´t like Mondays”) resolveu abrir a boca e dizer umas verdades!

"Angola é gerida por criminosos", terá sido a mais forte!

Outra ainda: "As casas mais ricas do mundo estão na baía de Luanda, são mais caras do que em Chelsea e Park Lane".

Ó carago … que os tipos levaram a coisa a mal … assim a Embaixada de Angola em Lisboa considerou já que houve "manifesta má fé das palavras proferidas", destacando mesmo "o desconhecimento do esforço que o Estado angolano tem vindo a fazer para melhorar as condições de vida das populações".

Nós até acreditamos, o problema é que se calhar o esforço não é assim tão grande quanto isso!

Quer dizer, o BES dá pois também já veio a correr considerar injuriosas as afirmações.

Percebo agora, décadas depois, o que queriam dizer os criadores de uma marca de roupa chamada “Soviet Chic” … é qualquer coisa como isto: “desde que pingue bago, qualquer gajo é um tipo bacano!”

Carol disse...

Ólarila, Quin!

Tiago R Cardoso disse...

Evidentemente que o BES pós-se ao longe, interesses financeiros são sempre superiores aos outros.

Aprecio sim senhor o Bob Geldof.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Penso que escolheu mal o local para fazer essas afirmações, como escrevo lá no meu Rochedo

lusitano disse...

Olha, olha ainda há gente com a mania de dizer as verdades...

Ficou foi sem conta no BES e outros BESES por aí...

JOY disse...

Bob Geldof não disse mentira nenhuma e louve-se a coragem de o dizer nas caretas dos próprios ,que numa atitude cobarde de quem enfiou o barrete preferiram fugir a enfrentar democráticamente ,que é coisa que eles não sabem o que é ,a critica e até se necessário contra argumentar , mas contra factos não há argumentos e por isso ..... Lamentável a atitude do BES a demonstrar claramente que estas conferências são puro show off ,o que interessa é o dinheirinho ,se for preciso vender a alma vende-se.
Triste subserviência desta gente.


Joy