Quem decide sou eu!

António de Almeida - 01.05.2008

PUBLICO - PS admite discutir maior liberalização dos horários das grandes superfícies comerciais

"A tendência europeia é para que exista uma crescente liberalização dos horários de funcionamento do comércio, mas o PS adoptará uma posição prudente, ponderando todos os equilíbrios", declarou à agência Lusa o deputado socialista David Martins, membro da Comissão de Assuntos Económicos, Inovação e Desenvolvimento Regional.
-Independentemente das tendências europeias, o PS na sua infinita bondade ponderará todos os equilibrios, como quem diz, tomará a decisão que entender por conveniente em nosso nome. Deixem funcionar a economia, estúpidos! Quando é que as vossas diminutas capacidades intelectuais, serão capazes de apreender duma vez por todas, que gasto o meu dinheiro, como quero, quando quero, onde quero, sem que precise da vossa capacidade de ponderar todos os equilibrios? Quando é que as vossas diminutas capacidades intelectuais serão capazes de apreender que ainda hoje desloquei-me a uma grande superfície, cujo hipermercado estava encerrado, para que os trabalhadores pudessem participar nas jornadas da CGTP ou da UGT, que por sinal ficaram ás moscas, adquiri o que bem quis nas outras lojas, e sem necessidade sequer de sair da localidade onde resido nos arredores de Lisboa, desloquei-me a um supermercado de média dimensão, como terá menos alguns metros quadrados pode estar aberto, para adquirir os bens que precisei ou entendi. É a economia estúpidos, quem decide sou eu, enquanto consumidor!!!

6 comentarios:

Tiago R Cardoso disse...

voltamos a uma "discussão" antiga que já tivemos.

Tudo isso seria de facto bom se o comercio tradicional tivesse capacidade de competir com as grandes superfícies.

Não tem e com a concorrência daquele peso, nunca terá.

Acredito na livre concorrência, isto se os competidores tiverem as mesmas armas, senão é tudo menos concorrência.

quintarantino disse...

Antes de tudo, sou dos que acham que tanto se dá, como se deu que o comércio esteja aberto.

Em segundo lugar, e muito sinceramente, começo a ficar preocupado com a vocação de vermos apodado de estupidez tudo o que vem de certos sectores!
É francamente insultuoso para os visados e para mim próprio que há muito me identifiquei em termos ideológicos.

De qualquer modo, não me consta que os pseudo ilustres de direita que ainda lá estiveram há tão pouco tempo tenham deixado funcionar o mercado. Pois, já me esquecia, não são de direita, são estúpidos!

No mais, não deixa de ser curioso que tenha estado o ano passado em França, onde o PSF não cheira o poder há uns anos, e todo o comércio fechava à mesma hora, mesmo os E.Leclers, Champs e afins. E aos domingos era só cheirar a porta!

Carol disse...

Não sou, de todo, apologista da sua posição e de estúpida não tenho nada!

Carol disse...

By the way, parece-me que os partidos de direito também não são apologistas da sua ideia. Afinal, quando estiveram no poder não tiveram uma atitude diferente da do PS...

Blondewithaphd disse...

Pois é, eu também não ligo muito (ou nada mesmo) ao 1 de Maio!

António de Almeida disse...

-Como é óbvio os partidos sentados á direita do hemiciclo não têm primado pela inteligência, a sua passagem pelo governo foi um desastre, desde a promessa não cumprida do choque fiscal, a todas as tropelias e trapalhadas da fase final, para além dos erros de não terem coragem política para privatizar o 2º canal da RTP, liberalizar os horários de comércio, entre outras. Por isso muito justa e sabiamente o povo português enviou-os para a oposição, nem eu votei neles nas últimas eleições. Carol e Quint, quando utilizo a expressão terminada com a palavra "estúpido" não quero obviamente ofender ninguém, trata-se de decalcar uma célebre frase em tempos utilizada contra Bush pai, "é a economia estúpido". Apenas tento dar mais ênfase á expressão, espero não ser mal interpretado, principalmente por vocês com quem diariamente discuto, umas vezes convergindo outras não. Como diria o outro, é a vida!